sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

NUM DIA EXCESSIVAMENTE NÍTIDO

Num dia excessivamente nítido,
Dia em que dava a vontade de ter trabalhado muito
Para nele não trabalhar nada,
Entrevi, como uma estrada por entre as árvores,
O que talvez seja o Grande Segredo,
Aquele Grande Mistério de que os poetas falsos falam.

Vi que não há Natureza,
Que Natureza não existe,
Que há montes, vales, planícies,
Que há árvores, flores, ervas,
Que há rios e pedras,
Mas que não há um todo a que isso pertença,
Que um conjunto real e verdadeiro
É uma doença das nossas idéias.


A Natureza é partes sem um todo.
Isto é talvez o tal mistério de que falam.
Foi isto o que sem pensar nem parar,
Acertei que devia ser a verdade
Que todos andam a achar e que não acham,
E que só eu, porque a não fui achar, achei.

 Alberto Caeiro, “O Guardador de Rebanhos, poema XLVII"

2 comentários:

  1. Bom dia, Isabel

    "Trigo limpo farinha Amparo"... Um poema pleno de forma e de estilo!
    Só que eu acho que já achei esse tal mistério porque penso que há um todo cósmico a que a Natureza pertence.
    E esta hem? Eu, um simples desarrumador de versos soltos, a querer dizer ao Alberto Caeiro que, mesmo sem me considerar um "falso poeta", consigo ver que há Natureza, de que falo muitas vezes (de que falo tantas vezes que até já me dói a alma de tanto falar da mesma coisa) que acho que nela reside, precisamente, o "Grande Mistério" que é achar que Deus é a Natureza, o Cosmos!
    Mas concordo...plenamente...
    "Num dia excessivamente nítido,
    Dia em que dava a vontade de ter trabalhado muito
    Para nele não trabalhar nada,
    ..."
    Mas, ou é hoje ou já terei perdido a oportunidade; tenho que ir semear favas... é que em Maio há que as colher, que Maio as dá Maio as leva!
    ...

    Bom fim-de-semana
    Mas existem mesmo fins-de-semana?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora viva!
      Se trabalhou muito hoje, vai poder não trabalhar nada amanhã...
      Espero que tenha plantado as favas para que em maio se possa banquetear com elas.
      Agora não ofereço ajuda; não saberia fazer nada que se aproveitasse, mas lá para maio posso ajudar a descascá-las. :)

      Eliminar