segunda-feira, 17 de março de 2014

LISBOA, 16 de MARÇO de 2014


Depois de uma semana mal dormida, não por falta de sono, mas por falta de horas, associada ao passeio  pela Judiaria de Leiria, na manhã de sábado, pus-me a caminho de Lisboa.

Esperava-me a sétima comemoração do aniversário. Se não apagasse as velas com os netos corria sérios riscos de não ter feito, mais uma vez, os habituais trinta e cinco anos.

Ao longo dos quilómetros as vértebras lembraram-me que não ia sozinha, a sacroiliite assobiava de mansinho uns "ai que me dói" e o pé esquerdo marcava o ritmo, por baixo do atos. Desta, acabo a minimaratona de "charola"..., pensava.

O tempo gagueja há vinte e nove anos, mas nada o detém...

Domingo de manhã, a filha mais nova, habitual companheira de folguedos, arrancou-me da cama pelas orelhas e ainda estava a esfregar um dos olhos e já a Maria Albertina telefonava, receosa de não chegar a tempo de ganhar os cinquenta mil euros atribuídos a quem batesse, em tempo, o record do mundo, na Maratona de Lisboa.

Este ano o ponto de encontro foi a estação do Metro, em Sete Rios. E o que ela telefonou... "Já estás no Metro?", "Vou a caminho..."; "Em que estação estás?"...



Encontro em Sete Rios, estação do Metro. Da esquerda para a direita: Albertina, Teresa e Conceição.


A pose para a posteridade.E a Ró ao telefone... esperava-nos no Pragal.


Estação do Pragal: encontro com a Ró.  A Banda Filarmónica comemorava o acontecimento...



E quem as tirava de lá? Estavam encantadas com as "gaitas"


Lá fomos andando. Momento do protetor solar. Já todas tínhamos e para prevenir a Teresa levara de uma das suas perfumarias (cumprindo as "ordens" da Albertina)


O dia parecia de primavera.



As  mimosas estavam lindas!

Alguns enfiaram-se num saco de plástico. A sauna dos pobrezinhos...


E toca a andar até à meta... Dois quilómetros extra prova ninguém nos tira das perninhas...


Aconselhava um cartaz...  "Obrigada pelo recomendação. Já somos. E além de livres, tontas. Por isso é que estamos aqui..."


E Cristo disse: Perdoai-lhes Senhor, que não sabem o que fazem... " 
Éramos ao todo 40 000 almas!


A Albertina quis logo aproveitar a boleia... "Calma! Ainda tens de palmilhar uns quilómetros..."


Passámos a portagem, aproximando-nos da linha da partida.


Pose para a posteridade sem a Ró. Já a tínhamos perdido...


Na fila do WC... Tudo é motivo de festa.


Este ano não perdeu as calças... atempadamente mandara renovar o elástico. 


Mandaram-nos pôr a mão no ar...


Este era o senhor que contava as mãos.


Este o que dividia o número de mãos contadas, por dois.
O controlo este ano foi muito apertado. As inscrições foram abertas até às quarenta mil. A ponte não aguentava com mais gente. Tudo verificado, era hora de avançar. Os cinquenta mil euros esperavam-nos...


FOLLOW ME! E nós "folámezio"...


A manifestação ia na PONTE! 
(A foto não é minha e desconheço o dono. "Roubei-a" no Facebook)

E quem e quantos seguiam atrás das palavras de ordem?


Muitos! Uns a pé, outros de carro...


Outros de helicóptero...


A TAP também se fez representar...


O Che veio apoiar-nos


A Arábia Saudita também mandou um emissário...


Seguia uma família inteira com o chefe à frente.


 Não faltaram os Kágados. (Desconhecemos se todos tinham acento gráfico, mas não quisemos averiguar)


Não faltaram os caracóis furiosos.


A Minnie...


Estilistas de renome. ("Que gira está a vossa T-shirt! Posso tirar-vos uma foto?" - Que sim, que podia. E eu tirei)


Modelos de alta costura...


Alguns, para se sentirem protegidos...


... levaram mascotes...


E a comandar as operações????


Ela!!!! A maior da PONTE!


Aos 2Kms encontrámos a Ró...


Festa!!!!


"Vamos lá dar um ar sério ao encontro." E elas por um segundo, portaram-se bem...


"Mas há sítio onde uma inspetora de trabalho não apareça?" Não! decididamente as "pestes" encontram-se até no meio de 40 000 comuns mortais... :D Resultado da "luta": perdera um bocado da T-shirt...


Vencido o "mau bocado"... a pose das artistas!


A Ró apanhou funcho e queria ir fazer arroz, mas os que vinham a seguir (e eram  muitos) não a deixaram voltar para trás.



Aqui perdi-me. Elas foram aos "couratos", numa tasca à beira da estrada (soube depois - assim como é mentira, poderia ser verdade... Eu é que fiquei pasmada a ver sei lá o quê...)


E eu sem ter quem me levasse pela mão...


O senhor de costas pulava: "Boa corrida! Governo para a rua!" Ah, Valente! Há sempre resistentes...




E as palavras de ordem repetiam-se de 50 em 50 metros...




Eram muitos os que nos animavam a continuar: "Ainda aí estão? Gritem connosco!"


Estive mesmo para ficar por aqui...



Animou-me a hipótese... mas ainda não foi desta que consegui as tais verdes que quero...


  "Esperem aí!" Disse o telemóvel. Havia duas senhoras perdidas...


Finalmente, a meta...
O pior tempo, mas muita conversa, muita brincadeira, muito avanço e espera. "Perdi-me! Onde estão???"
Muito riso, muita amizade. 
Mais uma manhã bem passada, entre amigas.


Filmaram a nossa chegada.

A medalha: frente e verso


Hora da banana...





E do gelado...


E das gulosas...


E de novos projetos: "Para o ano traremos tu-tus de tule..."


Feitas as despedidas, fiquei sozinha.
"Quero a minha filha!!!!!" 
Ela havia-se escapado... Queria medir com rigor o tempo do percurso e estava há horas a banhos de sol, no relvado em frente ao Mosteiro dos Jerónimos, à espera que eu chegasse. E encontrá-la????


As minhas sapatilhas cansadas ficaram em Lisboa (no lixo)...

Para o ano haverá mais... 

6 comentários:

  1. a reportagem está muito completa com sentido de crítica e humor gostei, a minha sairá em breve em forma de video

    ResponderEliminar
  2. Uma reportagem a sério!!! E que coragem!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E ia tão cheia de "não presta"... mas fiquei melhor depois da "habilidade". :)

      Eliminar
  3. Sim, Sra!...
    Que reportagem completa!
    Valha-nos o blogue para nos podermos espraiar!..........
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem de experimentar o percurso, António. No próximo ano vamos de excursão com o "palhinhas" e tudo... :D

      Eliminar