sexta-feira, 13 de abril de 2012

BEIJO

Hoje, DIA INTERNACIONAL DO BEIJO, amem-se.


Beijo na face
Pede-se e dá-se:
Dá?
Que custa um beijo?
Não tenha pejo:
Vá!

Um beijo é culpa,
Que se desculpa:
Dá?
A borboleta
Beija a violeta:
Vá!

Um beijo é graça,
Que a mais não passa:
Dá?
Teme que a tente?
É inocente...
Vá!

Guardo segredo,
Não tenha medo...
Vê?
Dê-me um beijinho,
Dê de mansinho,
Dê!

*

Como ele é doce!
Como ele trouxe,
Flor,
Paz a meu seio!
Saciar-me veio,
Amor!

Saciar-me? louco...
Um é tão pouco,
Flor!
Deixa, concede
Que eu mate a sede,
Amor!

Talvez te leve
O vento em breve,
Flor!
A vida foge,
A vida é hoje,
Amor!

Guardo segredo,
Não tenhas medo
Pois!
Um mais na face,
E a mais não passe!
Dois...

*

Oh! dois? piedade!
Coisas tão boas...
Vês?
Quantas pessoas
Tem a Trindade?
Três!

Três é a conta
Certinho, e justa...
Vês?
E que te custa?
Não sejas tonta!
Três!

Três, sim: não cuides
Que te desgraça:
Vês?
Três são as Graças,
Três as Virtudes;
Três.

As folhas santas
Que o lírio fecham,
Vês?
E não o deixam
Manchar, são... quantas?
Três!

João de Deus, in 'Campo de Flores'

7 comentários:

  1. Para os já sofridos, deixo Alexandre O'Neill, in 'No Reino da Dinamarca'

    O Beijo

    Congresso de gaivotas neste céu
    Como uma tampa azul cobrindo o Tejo.
    Querela de aves, pios, escarcéu.
    Ainda palpitante voa um beijo.

    Donde teria vindo! (Não é meu...)
    De algum quarto perdido no desejo?
    De algum jovem amor que recebeu
    Mandado de captura ou de despejo?

    É uma ave estranha: colorida,
    Vai batendo como a própria vida,
    Um coração vermelho pelo ar.

    E é a força sem fim de duas bocas,
    De duas bocas que se juntam, loucas!
    De inveja as gaivotas a gritar...

    ResponderEliminar
  2. Ou então estes versos de Acácio de Paiva:

    Maria: - Por que resiste
    a tão pequeno desejo?
    Pois não vê que fico triste
    se não me concede um beijo
    e nessa teima persiste?

    Não sabe – diga, Maria –
    que é um beijo d´amor
    ou mesmo de simpatia?
    - Sei muito bem, meu senhor…
    É uma grande porcaria!

    Que pena terem terminado duma forma tão arisca!...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem haja pela partilha! Confesso que não conhecia.À época, o bom senso e o decoro mandava que as Marias dissessem o que não pensavam...

      Eliminar
  3. Tão lindo! Já não me lembrava, imagine-se! Do poema, não dos beijos!...

    Beijinhos nossos

    ResponderEliminar
  4. Mas que lindo regresso Isabel!!!... AMOR e BEIJOS ... não pode haver melhor recomeço... :)

    BEM APARECIDA !!! :)
    beijo
    MHelena

    ResponderEliminar