terça-feira, 10 de abril de 2012

HIATO

“Então a ilha continua deserta?” – Perguntou Maria Helena à laia de cumprimento quando, numa qualquer quarta-feira nos encontrámos, casualmente, no café. “Todos os dias espreito e não há nada de novo na linha do horizonte.”

Desnecessariamente, confirmei a evidência: “Pois não” e limitei-me a sorrir.

Depois, voltou aqui e de novo, brincando, pretendeu saber se algum tsunami tinha submergido esta ilha.

Esta ilha… Pedaço isolado, não de terra, mas de gente, permanece no oceano da vida, sujeita a ventos e marés, deslumbrando-se com cada alvorecer, morrendo mais um pouco a cada ocaso.

Gostaria de dizer que o hiato findou, que volto renovada, mas, na verdade, por ironia das circunstâncias, neste lapso de tempo até consegui ficar mais velha um ano…

Ah! Mas conceito inventado pelo Homem agigantando-se como dono e senhor do Universo, ilha deserta não existe. Mesmo sem presença humana a vida está latente: um grão de terra, uma semente, uma gota de água, uma réstia de sol e a esperança é primavera em qualquer estação do ano.

Sou uma mulher vestida de sonho. Teci as vestes com um novelo de nuvem, numa manhã de bruma. No coração, tenho cordas de violino onde o sol nascente toca com o arco-íris a luz de cada madrugada. Uns dias a melodia é mais alegre, outros mais sombria, mas a música é sempre celestial.

E… na linha do horizonte, onde o azul e o verde, sem horas se entrelaçam, o ocaso escreve a ouro a palavra AMANHÃ…

Aos que se preocuparam com o meu silêncio, deixo toda a ternura do meu abraço.

Bem-haja.

4 comentários:

  1. O seu vestido deslumbra e fascina, faz corar a Alta-Costura, mas, não revele o seu criador, elas vão roer-se de inveja...
    :)

    ResponderEliminar
  2. Eu que bem estranhava a ausência, mas como tenho andado entretido com a Lua, nem dei pelo tempo a passar.

    Algo me diz que devo secundar a sentença do Rui...

    Bj

    ResponderEliminar
  3. Ah! Afinal não fugiste!... Ora ainda bem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pensei emigrar, mas faltaram-me os troikos para comprar a "valise de carton" (lol)...

      Eliminar