segunda-feira, 25 de março de 2013

MINI MARATONA DE LISBOA

Este ano convidei uma amiga para me acompanhar na mini maratona de Lisboa, cujo aliciante é passar a Ponte 25 de Abril a pé. Ela aderiu à ideia com grande entusiasmo.



Na semana anterior à prova, marcada para o dia 24 de Março, ela todos os dias treinou percorrendo o percurso entre Belas e Alfornelos numa tentativa de conseguir chegar em tempo recorde ao local marcado para o nosso encontro. Como a melhoria não foi significativa, ela decidiu pernoitar no local combinado, com medo de chegar atrasada. Ei-la na Praça Teófilo Braga à entrada do Metro. 


 Entretanto, Domingo, dia 24, apareço eu...


E depois de tanta pressa, fez-me esperar que abrisse o talho porque queria levar morcelas para o farnel. As minhas barrinhas de cereais não a satisfaziam.

Seguimos de metro até Sete Rios e daí continuámos de comboio até ao Pragal, acomodadas como sardinhas em lata de conserva.


Receção na estação do Pragal em honra da minha amiga Albertina...


e toca a andar que todos os caminhos vão dar à linha de partida e ainda faltavamm cerca de dois quilómetros (tudo para mais nada para menos)

Um olhar distante sobre a linha de partida... Havemos de chegar lá... Já não falta tudo...

Ele há cada maduro!!!



O mais perto possível da partida verificámos que houve quem fosse de Ferrari...





Começou o aquecimento... 



E a minha amiga não brinca em serviço, mesmo correndo o risco de perder parte da vestimenta...




Eis os responsáveis pela animação.

Mas o calito... começava a incomodar.


Tiro de partida e toca a andar...


Há quem se desfaça da roupa para ir mais leve...


 E Lisboa da outra banda...


E o vento era tanto... E a ponte abanava... Ah! A minha amiga nem deu por isso. Tal era o entusiasmo!


E o Tejo ali, era só estender a mão e pegar...


 Contei os barcos. Não fosse faltar algum...


Vasco da Gama também assistiu.


E já havia gente lá em baixo... "Mas qual é a pressa?" (Onde é que eu já ouvi isto?)


 Olhei para trás...


A vaidosa mudava de sapatos...


Depois percebi porquê... Fora da bailação no almoço da escola... estava com calcanhares de quem fora a pé a Fátima...



A abelha maia também fora à mini maratona...


Houve quem levasse o bobby,,,


E aqui está a prova inequívoca de que aconteceu na primavera.


E rufaram os tambores...


O Francis Obikwelu tinha acabado de desistir porque a Albertina vinha em primeiro lugar...


Entretanto, agarrei-a pelo braço. "Então?! Qual é a tua? Deixa a miúda ganhar isto." Ela parou E foi assim que a Adriana Costa do S.C. Braga ganhou. Honra lhe seja feita.


A  minha amiga atirou-se às bananas do Jardim e eis a prova do estrago que provocou. Depois saboreámos um gelado, o novo do Magnum.



Para memória futura aqui fica esta foto com as medalhas que ganhámos.



Pormenor da medalha






O "reverso" da medalha



Já depois do café e perto da Praça da Princesa, onde esperámos que o príncipe nos viesse buscar


Foram dez quilómetros, mais ou menos...

8 comentários:

  1. Depois daquelas bananinhas ainda houve espaço para as morcelas?
    :)

    (Só a mim ninguém me convida para essas maratonas...)
    :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó Rui isto é só prosa, para brincar com a minha amiga Albertina que aderiu à ideia com a alegria de uma adolescente que sai à noite pela primeira vez.
      Para o próximo ano lembrá-lo-ei com tempo de se inscrever na mini maratona. Fica prometido.

      Eliminar
  2. Então as meninas foram à cidade grande - correr. Tanta coisa boa para fazer lá e foram apanhar uma canseira destas e feridas nos calcanhares... Oh balha-me deuzzzzzzz... não habia nezezidade zzzzz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Andar também é uma coisa boa (para mim é) e na ponte olhando o Tejo ainda melhor. E ainda foi um teste muito importante depois do problema na L3 que fez com que passasse os seis primeiros meses do ano passado a gemer. Pelo menos fiquei a saber que embora não possa fazer ginásio, como gostava, ainda me aguento perfeitamente a fazer mais de dez km de marcha sem qualquer preparação física ou aquecimento.

      Eliminar
  3. Afinal parece que a "tropa" está preparada para o que der e vier! ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora pois! Estamos aqui para as curvas e contracurvas.

      Eliminar
  4. Respostas
    1. O teu entusiasmo é contagiante. Espero é que muitos se sintam tentados e sigam o teu exemplo.

      Eliminar