domingo, 30 de dezembro de 2012

A DIFERENÇA


SÍSIFO

Recomeça....
Se puderes
Sem angústia
E sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,
Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.
Sempre a sonhar e vendo
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças...

                                    Miguel Torga

Lancei o poema ao vento e o eco respondeu:

"Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças..."



E os dias repetir-se-ão sempre iguais. O Sol nasce e põe-se imperturbavelmente. Não há qualquer ingrediente que torne diferente esta cadência. O milagre somos nós. Nós possuímos a capacidade de tornar os dias diferentes. É o significado que atribuímos aos muitos momentos de interação com os outros, que pinta a vida com as cores do arco-íris.

Sejam felizes!


2 comentários:

  1. "O milagre somos nós."
    Quer se acredite... ou não.
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há duas formas para viver a sua vida:
      Uma é acreditar que não existe milagre.
      A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.

      Albert Einstein, O Milagre da Vida

      É bom de mais estar vivo e a mexer para desperdiçarmos o calor e a luz do sol. Cada amanhecer traz uma benção nova. Para mim AMANHÃ é uma palavra verde. Desafio-o a encontrar uma mais expectante e redonda de esperança.

      Abraço.

      Eliminar