sexta-feira, 11 de novembro de 2011

"RECORDAMENTOS"


Quando olho para trás no tempo, não gosto de lembrar acções. Gosto de calma e beatificamente debruçar-me sobre momentos vividos como quem abre a janela numa tarde de Sol e fica a olhar a linha imaginária do horizonte, adivinhando o que fica para lá, do espaço e do tempo, seja qual for a dimensão da vida.

Por isso não gosto de recordações, mas adoro recordamentos.

5 comentários:

  1. Há muito que já desisti de tentar entender as mulheres... mas a canção é linda!
    :)
    Bom Fim-de-Semana!

    ResponderEliminar
  2. Também adoro recordamentos!
    E a língua francesa bem que os sugere, não é?

    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  3. La jOLIE VOIX d´ YVES MONTAND!!!...

    J'AIIME LES SOUVENIRS............

    lES DEUX ENSEMBLES...............

    lES FEUILLES MORTES!!!...

    Très joli!!!...


    Merci bien mon AMIE

    Hélène

    ResponderEliminar
  4. Olá, Rui.

    Reparou como a "carol" e a Maria Helena me entenderam?!
    Subjacente ao que escrevi, estava o sentido que pretendi das palavras: recordação como recordar uma acção; recordamento como recordar um momento. Este último sentido muito mais em consonância com o acto de "parar o mundo" sair um bocadinho, contemplar, usufruir da paisagem e retemperadas as forças, voltar a entrar e pôr de novo a vida a girar.
    Quando as mulheres e os homens se "entenderem" deixarão de existir como géneros, mas não desista.É perscrutando o céu que se admira o arco-íris.
    Um abraço e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  5. Olá, amigas "carol" e Maria Helena.

    Bem haja essa cumplicidade que nos une!
    Beijinhos.
    Bom fim-de-semana

    ResponderEliminar