segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

TERNURA


Gosto de pensar neste dia como o dia dos afectos.

Por isso escolhi para hoje este poema “O mar fala de ti”. O mar trouxe-me a voz de todos os afectos que ao longo do dia foram chegando, ora um, depois outro, numa ternura de afagos que me aqueceram a alma.

Sabem que sou gulosa, não esqueceram os bombons, mas vou ter de os distribuir. Se os como todos fico doente.

Ter amigos é maravilhoso!

Um abraço fraterno para todos.

3 comentários:

  1. "De todos os cantos do mundo
    Amo com um amor mais forte e mais profundo
    Aquela praia extasiada e nua
    Onde me uni ao mar, ao vento e à lua."
    (Sophia Mello Breyner Andresen

    ResponderEliminar
  2. "Se todo o ser ao vento abandonarmos
    ...................................
    Quando a manhã brilhar refloriremos
    e a alma possuirá esse esplendor
    Prometido nas formas quie perdemos."
    (Sophia Mello Breyner Andersen)

    ResponderEliminar