quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

DÁ-ME UM ABRAÇO

6 comentários:

  1. Abraço.
    Aconchego de criança.
    Que coisa mais bela e armoniosa?

    ResponderEliminar
  2. "Coração com coração,
    tudo cercado de braço"

    ResponderEliminar
  3. Um abraço, Isabel

    Porque é que não somos mais abertos a manifestações de carinho, de humanidade?
    Como provar que somos eminentemente sociais?
    Precisamos de provar na vida do dia a dia!...

    ResponderEliminar
  4. Meu caro António Nunes;
    Tocou no âmago da questão. Foi o homem das palavras certas. Que se passa connosco num tempo em que solidariedade é a palavra de ordem? Somos quase todos voluntários em alguma instituição e somos incapazes de uma palavra de carinho fora do contexto da mesma. Estamos cegos, surdos e mudos ao que se passa à nossa volta? Que mutação é esta? A que se deve?
    Um abraço, também para si

    ResponderEliminar