quarta-feira, 2 de março de 2011

O CALENDÁRIO

No início deste ano civil, a IS, funcionária da Junta, apareceu no meu gabinete.

- Venho oferecer-lhe este calendário para pôr em cima da secretária.

- Fiz mal a alguém? - perguntei, deixando IS atrapalhada e continuei - sou uma acérrima defensora da igualdade de género, mas quem precisa de se emancipar são os homens, as mulheres já se emanciparam há muito tempo. Se me quer oferecer um calendário não me traga um com porcas e parafusos (o calendário publicitava uma casa de ferragens). Quais acha que são os calendários preferidos dos homens?

- Os que trazem fotografias de mulheres jeitosas. Respondeu IS.

- Pois então, agradeço-lhe a boa intenção, mas se me quer oferecer um calendário arranje-me um com um homem jeitoso. Confio no seu gosto, arranje um em que saiba bem repousar o olhar.

IS disse que iria dar o seu melhor e abandonou o gabinete. Passado pouco tempo voltou a entrar.

- Não trago um calendário com um homem jeitoso, mas com muitos homens jeitosos, musculados e de porte atlético, não se vêem porque os vidros são foscos, mas pode crer que estão todos dentro da camioneta, eu vi-os entrar, se esperar um bocadinho eles começam a sair e verá, cada um é melhor que o outro.

Ri-me com vontade e aceitei divertidíssima, o calendário de uma empresa de camionagem, que se mantém em cima da minha secretária.

Ando doente. Supõe-se que um medicamento me fez mal. Estou na velha situação de em vez de morrer do mal, morrer da cura e por isso esta manhã, depois de fazer análises, cheguei à Junta pálida e “cheia de não presta”.

- Não acha que deveria ter ficado na cama? – Perguntou-me IS quando a cumprimentei.

- Pois deveria, mas até hoje ainda não saiu um único homem da camioneta do calendário que me ofereceu em Janeiro, suponha que era hoje que a porta se abria. Acha que poderia perder a oportunidade de ver tantos homens bonitos em cima da minha secretária?

6 comentários:

  1. Óh Isabel:
    Não me diga que não me viu sair da camioneta!!!
    Então eu não sou aque matulão que até lhe pôs a mão sobre o ombro e lhe dise:- Minha querida, você está mesmo doente, cuide-se.
    Um abraço e, boas melhoras.

    ResponderEliminar
  2. Olá, João! Claro que o vi. Até levava na mão um ramo daquelas flores exóticas que abundam no seu jardim.
    Muito obrigada pelos votos de melhoras. Isto há-de passar.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Igualdade de género???!!!!!!!!!!!!!!!!!
    O que é isso???

    Deus fez o seio da mulher curvo e a mão do homem
    contracurva........Graças! Meu Deus!

    ResponderEliminar
  4. E fez outras coisas diferentes.
    Vive la difference!
    Como dizem os nossos amigos franceses.
    A igualdade de género tem a ver com a igualdade de direitos entre os géneros. Não acredito que ande assim tão desactualizado. :)

    ResponderEliminar
  5. Gostei do salto das porcas para as mulheres:)

    Pelos vistos o João é um dos camionistas:) Sorte a tua! Ele é mesmo grande!!! (mas não lhe digas:))

    A tua vida fica bem gira escrita por ti:)

    ResponderEliminar
  6. Olá, M.
    A vida é demasiado séria para não me rir dela.

    Tu és uma simpatia. Obrigada pela tuas palavras.

    ResponderEliminar