terça-feira, 15 de março de 2011

FADO

9 comentários:

  1. Realmente quem disser que não há uma linguagem universal, nunca ouvio música.
    Bela escolha.

    ResponderEliminar
  2. Olá, João.
    Eu, que nem sou grande apreciadora da canção nacional, na Gala de Leiria, que aconteceu em 15 de Outubro de 2010, ouvi este violino "cantar" o fado e adorei. Desde então que ando à espera que saia o CD. Parece que foi este mês. É lindo não é?

    ResponderEliminar
  3. Boa surpresa essa. Não conhecia. Soube-me bem:)




    Olá João:)

    ResponderEliminar
  4. Aos poucos ”tiram-nos tudo”, até o fado...
    Se nos levassem também a tristeza...
    :)
    Bonita combinação!

    ResponderEliminar
  5. Um surdo me disse um dia
    Que, música, não a ouvia...
    Mas não era nenhum senão...
    Pois a etérea melodia,
    Sua íntima vibração,
    Por todo ele bem a sentia,
    Vinda do fundo do coração.

    ResponderEliminar
  6. Muito lindo, Olímpio! E é mesmo assim! Temos alunos surdos há muitos anos lá na escola e eles sempre foram às aulas de Educação Musical - sentem a vibração. É extraordinário!
    Quanto ao Fado, não me pronuncio para não chocar as pessoas...

    ResponderEliminar
  7. Rui:
    Não nos "tiraram" nada. Só vestiram com roupa nova, nada mais, uma coisa velha. Quanto a mim a roupa até é de gala. Eu gosto muito de ouvir o som de um violino bem tocado.

    ResponderEliminar
  8. Olímpio:
    Não há mais a dizer, a "carol" já fez o elogio merecido. A vida é pulsar constante. Para não cometermos o erro de Descartes não nos podemos esquecer da emoção...

    ResponderEliminar
  9. "carol".
    Uma conquista inquestionável de Abril de 74 é podermos dizer tudo o que pensamos sem termos de pensar tudo o que dizemos (limite único - o sítio onde começa o nariz do vizinho). No meu espaço estás à vontade para não gostar de fado e escrever a tua opinião. VIVA A DEMOCRACIA!

    ResponderEliminar