quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

SEM TÍTULO

Exposição: "Amália, coração independente"- Joana Vasconcelos - Janeiro de 2010

Hoje, apetecia-me sentar numa sala escura, encher os olhos de beleza e os ouvidos de sons suaves.
Que a beleza me esmagasse...


Ah! A Primavera não tarda e o "meu" jardim voltará a florir, na janela da cozinha...
(Como estará a japoneira daquele jardim?)

4 comentários:

  1. "Meu"? Atão o jardim nã é teui? Mas éi como se fossi.
    (Hoje deu-me pra falar alentejanês). Kkkkkkkkkkkk. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Atão pois! Éi como se fossi. Amando-lhe os olhos p'ra cima e éi meui encanto o olho.

      Como vês, tal como tu, também sou poliglota. :))

      E deixa que te diga: acho que tenho melhor vista do jardim do que a dona.

      Eliminar
  2. Já estás a salivar pela primavera! Também eu!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que salivo pela primavera. Apetece-me cor, a alegria das flores e o verde dos campos. Mas atenção, eu gosto de chuva. Gosto da água a tombar do céu, gosto de a ver cair e gosto que me caia em cima e adoro ouvi-la cair no conforto da minha cama. Gostos! Maus gostos dirás tu... Há gostos para tudo amiga.
      Beijinhos.

      Eliminar